Moro condena Lula a 9 anos e meio de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela operação Lava-Jato, condenou o ex-presidente Lula a 9 anos e meio de prisão prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá.

Moro deu a sentença, no começo da tarde desta quarta-feira. Na ação, o Ministério Público Federal (MPF) acusa Lula ter recebido o tríplex da OAS como propina por contratos obtidos pela OAS na Petrobras.

É a primeira vez que um ex-presidente da República é condenado por corrupção no Brasil.

Caso a condenação seja confirmada em segunda instância, pelo TRF (Tribunal Regional Federal), Lula será preso e pode ficar inelegível. O tribunal leva, em média, cerca de um ano e meio para analisar as sentenças de Moro.

Na ação, Lula é acusado de ter se beneficiado de dinheiro desviado da Petrobrás na compra e reforma do tríplex no Guarujá, assim como no transporte de seu acervo presidencial após a saída do Planalto. Os benefícios teriam sido pagos pela empreiteira OAS, em troca de contratos com a estatal.

Moro, porém, absolveu o ex-presidente no caso do armazenamento e transporte do acervo presidencial.

Ainda cabe recurso da decisão.

Datafolha: Governo Temer tem reprovação próxima à de Dilma perto do impeachment

O governo do presidente Michel Temer tem 61% de avaliação ruim ou péssima, 28% de regular e, 9%, de ótima ou boa, de acordo com pesquisa do Instituto Datafolha divulgada neste domingo, 30, pelo jornal Folha de S. Paulo. Segundo o instituto, a impopularidade de Temer cresceu e já é comparável à da ex-presidente Dilma Rousseff às vésperas da abertura do processo de impeachment, em 2016, quando ela tinha 63% de rejeição e 13% de aprovação.

A pesquisa Datafolha aponta ainda que, para 85%, o Congresso deveria aprovar uma mudança constitucional para permitir eleições diretas já.

Apenas 10% apoiam uma eleição indireta pelo Congresso, no caso de a chapa Dilma-Temer ser cassada e o presidente, obrigado a deixar o cargo. A pesquisa foi realizada na quarta, 26, e quinta-feira, 27, com 2.781 entrevistados em 172 cidades, com margem de erro de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Fonte: Diário do Pernambuco

Através de aplicativo, Kelps volta a pedir orientação dos internautas sobre seu voto

O aplicativo de celular Decida Meu Voto, do deputado Kelps Lima, postou uma nova votação na internet: como o deputado Kelps Lima deve se posicionar, CONTRA ou A FAVOR, do projeto do Governo Robinson que autoriza o uso de depósitos judiciais de particulares para pagar contas do Governo.

A intenção do Governo Robinson é criar uma lei que autoriza o governador a sacar 10% do dinheiro de depósitos particulares, que estão em juízo como garantia de ações em entre as partes, para pagar contas produzidas pelo Governo.

Para aprovar esta lei o governador quer os votos da maioria dos deputados. O deputado Kelps vai votar CONTRA ou A FAVOR dependendo do resultado da opinião popular no aplicativo Decida Meu Voto.